LOCALIZAÇÃO

R. Tutóia, 1125 - Paraíso
04007-005 - São Paulo - SP
Tel.: (11) 3884-4644
Tel.: (11) 3884-4695

ATENDIMENTO

Segunda a Sexta:
das 7h30 às 19h30

Sábados:
das 8h30 às 13h30
das 14h30 às 18h00

Domingos e feriados:
das 8h30 às 13h
das 16h às 19h30

Matrimonio
Pelo Sacramento do Matrimônio os noivos oferecem-se mutuamente diante de Deus e Deus consagra e abençoa este AMOR...

ENCONTRO DE NOIVOS

Domingo das 8h30 as 19h30

 

Quando duas pessoas se amam de verdade, torna-se natural o desejo de unir e partilhar as suas vidas para sempre.

E sendo tão grande um amor assim, será natural o desejo de o tornar "oficialmente" conhecido das outras pessoas, através de um gesto muito especial, o casamento.

O casamento assume, assim, um enorme significado: é o corolário de uma fase de namoro, que agora se transforma em compromisso livre e sem condições; é o início de uma nova forma de estar na família alargada e na sociedade; mais do que um "par de noivos", aqueles que se casam são já uma nova família, que poderá crescer, com o aparecimento dos filhos; a presença dos convidados significa também o reconhecimento de uma nova forma de estar dos noivos e o compromisso táctico de serem sua ajuda quando isso for necessário.

Para os crentes católicos, o casamento não é uma simples formalidade civil. Pelo contrário, os noivos católicos crêem que o amor que os une é um "sinal" muito particular do próprio amor de Deus e sinal do amor com que Jesus Cristo ama a Igreja. "Sinal" é também um dos significados da palavra "Sacramento".

Por este sacramento - o Matrimónio -, os noivos oferecem-se mutuamente diante de Deus e Deus consagra (torna sagrado) e abençoa esse amor. Por sua vez, a comunidade é testemunha, une-se à oração e alegria dos noivos.

A opção pelo casamento religioso deve ter motivações predominantemente religiosas e não simplesmente por uma razão social, para agradar aos pais ou porque é mais solene.

Dada a seriedade do Matrimónio, os noivos devem se  preparar convenientemente. Por isto a Paróquia do Santíssimo Sacramento oferece o Encontro de Noivos.

 

PERGUNTAS MAIS FREQUENTES:

Quem pode casar?
Só pode haver casamento entre pessoas de sexo diferente.
Podem casar todas as pessoas que não tenham algum dos impedimentos matrimoniais previstos na lei.

Quem não pode casar?
- pessoas com menos de 16 anos;
- pessoas com demência notória, interdição ou inabilitação por anomalia psíquica;
- pessoas que sejam parentes na linha recta (ex.: pai-filha, avó-neto, etc);
- pessoas que sejam afins na linha recta (ex.: sogro-nora, genro-sogra);
- os irmãos;
- o condenado por crime de homicídio doloso, com o cônjuge da vítima.
- os menores entre 16 e 18 anos sem autorização dos pais ou do tutor;
- as pessoas divorciadas, viúvas ou cujo casamento não tenha sido ainda anulado ou declarado nulo enquanto não passarem 180 dias no caso do homem e 300 dias no caso da mulher (embora a mulher possa voltar a casar volvidos 180 dias, se apresentar uma declaração do tribunal a provar que não está grávida ou tiver entretanto algum filho);
- os tios com sobrinhos sem dispensa do conservador do registo civil;
- o tutor, o curador e o administrador de bens com o tutelado, sem haver dispensa.
- as pessoas ligadas pelo vínculo de adopção restrita, sem dispensa do conservador do registo civil, nos seguintes casos:
- adoptante ou os seus parentes na linha recta com o adoptado ou os seus descendentes;
- adoptante com o que foi cônjuge do adoptado;
- adoptado com o que foi cônjuge do adoptante;
- os filhos adoptivos da mesma pessoa.

Casamento quando só um dos noivos é católico: Casamentos mistos e com disparidade de cultos
2005-07-03 02:59:15

O matrimónio misto é aquele que é celebrado entre um católico e um baptizado não católico, ou seja, baptizado noutra Igreja cristã.

Embora os matrimónios mistos devam merecer uma atenção, a diferença de confissão religiosa não impede o matrimónio.

Para o matrimónio misto é necessária permissão expressa da autoridade eclesiástica.

O casamento com disparidade de culto é o celebrado entre um católico e um não baptizado.
Quando haja disparidade de culto, é necessária uma dispensa expressa do impedimento, dada pela autoridade eclesiástica, para que o matrimónio católico seja válido.

Em ambos os casos os noivos devem conhecer e não rejeitar os fins e as propriedades essenciais do matrimónio e as obrigações contraídas pelo que é católico, relativamente ao Baptismo e educação dos filhos na Igreja Católica.


 

Retornar

 
 

Paróquia do Santíssimo Sacramento
www.osantissimo.org | Todos os direitos reservados.
O conteúdo deste site é de propriedade e uso exclusivo da Paróquia do Santíssimo Sacramento, proibida sua reprodução ou utilização total ou parcial a qualquer título, sob as penas da lei.