LOCALIZAÇÃO

R. Tutóia, 1125 - Paraíso
04007-005 - São Paulo - SP
Tel.: (11) 3884-4644
Tel.: (11) 3884-4695

ATENDIMENTO

Segunda a Sexta:
das 7h30 às 19h30

Sábados:
das 8h30 às 13h30
das 14h30 às 18h00

Domingos e feriados:
das 8h30 às 13h
das 16h às 19h30

Deus tem os seus caminhos

Vivemos numa sociedade marcada pela ansiedade, pelo corre-corre do dia-a-dia e pelo imediatismo, e que exige pronta resposta para tudo; a confirmação está sempre nesta resposta: a história é dinâmica e não pode parar. Parece que esta sociedade é invisível e ela é sempre ágil e esperta; como uma rede de arrastão, aprisiona todos na sua malha de organização. Cabe-nos perguntar: quem constrói a sociedade, a história e os acontecimentos? Quem determina como as coisas devem ser?

 O maior gesto de ingratidão para com Deus e a vida é deixar as coisas como estão, cruzar os braços, não fazer nada e deixar as velhas máximas encobrirem tudo: “cada um por si e Deus por todos” ou “não me diz respeito”. Não só devemos tomar consciência da realidade mas precisamos nos empenhar em transformá-la a partir de uma sociedade organizada, fazendo valer o Estado de Direito, para erradicar tudo aquilo que macula e atenta contra a dignidade dos filhos e filhas de Deus como as inúmeras doenças resultantes da falta de saneamento básico, a falta de alimento em todas as mesas e as condições subumanas de moradia - isto quando tem, porque presenciamos gerações que nasceram nas ruas dos grandes centros e os filhos destas também estão nascendo na mesma situação.

Faz-se necessário: garantir escolas com padrão de qualidade, professores bem remunerados para que tenham condições de preparar as suas aulas e nenhuma criança fora da escola. É urgente combater e enfraquecer todas as formas de violência e não maltratar a mãe natureza. Como dado concreto, temos 47% de brasileiros que trabalham sem carteira assinada e são desprovidos de assistência e proteção; precisamos fazer valer seus direitos para após muitos e muitos anos de trabalho não ouvirmos o lamento que não se sabe bem se a aposentadoria é “prêmio ou castigo” e vermos senhores e senhoras que carregam aqueles coletes frente e verso com anúncios de emprego para complementar a renda familiar nas grandes cidades.

As conseqüências de tudo isto são diversas como o stress, cansaço, irritabilidade, depressão, síndrome do pânico, tantas doenças psicossomáticas, a falta de um sentido para viver... Somos sonhadores e utópicos? Não! Vai saber, Deus tem lá os seus caminhos! “Bem aventurados os mansos” porque sabem aceitar a hora de Deus na sua vida. Tudo tem o seu tempo e a Graça de Deus não abandona ninguém, mas chega no momento certo. É justamente o que estamos vivendo agora com a nomeação do novo Arcebispo da Arquidiocese, Dom Odilo Pedro Scherer e a presença do Santo Padre, o Papa Bento XVI a São Paulo para canonizar o primeiro santo nascido no Brasil, Frei Galvão, e fazer a abertura da V Conferência Geral do Episcopado da América Latina e do Caribe na cidade de Aparecida do Norte, de 13 a 31 de maio. São sinais da bondade de Deus que anunciam um tempo forte de evangelização, de paz, de fraternidade e de esperança.

 A V Conferência traz como tema “Discípulos e Missionários de Jesus Cristo para que n'Ele nossos povos tenham vida”, pois “Ele é o caminho a verdade e a vida” (Jo 14,6). A missão não nasce de um simples querer humano; é única e tem a sua origem no Pai, portanto não há missão sem a presença do Espírito Santo que procede do Pai e do Filho. “Como o Pai me enviou, também Eu vos envio. Dizendo isso, soprou sobre eles e lhes disse: recebei o Espírito Santo” (Jo 20,21).

 Esta conferência reaviva na Igreja e em todos os cristãos a consciência de que não podemos adiar o hoje da missão pois fomos agraciados e iluminados pela graça batismal, tornando-nos discípulos e discípulas de Jesus Cristo e, por isto, não podemos deixar de anunciar a Boa Nova do Evangelho. A missão não pode perder o seu vigor. A Boa Nova do Evangelho precisa chegar a todos os lugares para que todos conheçam e aceitem, pela fé, a pessoa de Jesus Cristo e se comprometam com a Sua proposta de vida e Sua mensagem. “Pelo exemplo, pelo testemunho, pela palavra os cristãos são chamados a proclamar a novidade do evangelho em cada setor da cidade. O evangelho é sempre um apelo. Um apelo dirigido pelo próprio Deus. O missionário vem trazer uma mensagem do próprio Deus, vem como enviado; encarregado de uma mensagem. Esta mensagem é um apelo, uma vocação: apelo para aceitar o amor de Deus e viver nele e dele” (Pe. José Comblém).

Para realçar a beleza, a força e a eloqüência da missão faço minha as palavras do Pe. Álvaro Barreiro, Sj - “Os que recebem o corpo de Cristo na eucaristia são mais profundamente incorporados ao corpo de Cristo, ao qual já foram incorporados pelo batismo. Reunida por Cristo, a Igreja, ao celebrar a eucaristia, torna-se mais profundamente o que ela já é: a comunidade dos discípulos de Cristo, enviada pelo Ressuscitado para levar adiante sua missão no mundo” (Vimos a sua Glória, pg 182 - Paulinas).

Despeço-me de você na certeza de que Deus tem lá os seus caminhos e peço que o Espírito Santo, nosso consolador e santificador, ajude-nos para que os nossos caminhos coincidam com os do Senhor e um deles não pode faltar: Jesus Cristo, que é o “caminho, a verdade e a vida”.

Retornar

 
 

Paróquia do Santíssimo Sacramento
www.osantissimo.org | Todos os direitos reservados.
O conteúdo deste site é de propriedade e uso exclusivo da Paróquia do Santíssimo Sacramento, proibida sua reprodução ou utilização total ou parcial a qualquer título, sob as penas da lei.