LOCALIZAÇÃO

R. Tutóia, 1125 - Paraíso
04007-005 - São Paulo - SP
Tel.: (11) 3884-4644
Tel.: (11) 3884-4695

ATENDIMENTO

Segunda a Sexta:
das 7h30 às 19h30

Sábados:
das 8h30 às 13h30
das 14h30 às 18h00

Domingos e feriados:
das 8h30 às 13h
das 16h às 19h30

29/06/2010 - JUBILEU DE BRILHANTE - SESSENTA ANOS DE SACERDÓCIO PE. JOÃO BATISTA DE ARAÚJO
Padre João, não cessamos de pedir a Deus que, em sua infinita sabedoria e misericórdia, continue a lhe cobrir com Suas bênçãos e fortaleça os seus dons para que possa continuar nessa maravilhosa caminhada iniciada no Ano Santo de 1950.

Mais uma vez, pela graça de Deus, nossa comunidade esteve em festa! Vinte e nove de Junho de 2010, Pe João Batista de Araújo, nosso amado padre Joãozinho, junto de sua comunidade e de padres e membros das comunidades do setor Paraíso, comemorou 60 anos de vida sacerdotal. Seu Jubileu de Brilhante!  Isto é graça de Deus!

 

“O Santíssimo” não poderia deixar de registrar essa festa. Toda comunidade quer expressar seu carinho, admiração, amor e, sobretudo, gratidão pelo nosso querido Pastor que há muito deixou de viver sua própria vida para viver uma vida inteiramente dedicada ao pastoreio do rebanho de Jesus. Ao longo de seu sacerdócio vem cuidando de diferentes rebanhos, em distintos lugares; e, de modo muito especial, na Paróquia do Santíssimo Sacramento, desde 1974.

 

Quando do Jubileu Sacerdotal de Ouro do padre João, a equipe de “O Santíssimo” registrou um pouquinho de toda sua caminhada. Vale a pena rever o boletim de junho de 2000. São muitas recordações que nos fazem reconhecer plenamente o presente de Deus quando enviou o padre João para cuidar de nossa comunidade.

 

Nessa singela página, como um presente de nossa comunidade para o padre João, sintetizamos os principais momentos de sua vida sacerdotal.

 

Breve Retrospectiva

João Batista de Araújo nasceu em Camocim, Ceará, em 03 de agosto de 1926. Em breve completará 84 anos. Seus pais: Tomé Bezerra de Araújo (falecido em 1950) e Maria do Livramento Araújo (falecida em 1935). Seus irmãos: Radier; Victor; Albanita; Irmã Leonarda (Teresinha); Maria de Lourdes e Geraldo. Na Igreja matriz do Bom Jesus dos Navegantes, em Camocim, foi batizado, crismado, recebeu a primeira eucaristia e também lá foi ordenado.

 

De fevereiro de 1938 a 1944 fez o curso preliminar do Seminário Menor em Sobral. Em fevereiro de 1945 iniciou o curso de Filosofia e em 1947 o de Teologia, ambos no Seminário Maior de Prainha, em Fortaleza - CE. Foi ordenado Diácono em 25 de março de 1950.

 

Em 29 de junho de 1950, em meio a uma grande festa, na cidade de Camocim-CE, foi ordenado sacerdote, pelo bispo Diocesano Dom José Tupinambá da Frota. No dia seguinte, às 7h30, celebrou sua primeira missa.

 

O Livro do Tombo da cidade de Camocim registra que: "Por ocasião das solenidades de ordenação do Revmo. Pe. João Batista o povo de Camocim viveu os dias mais felizes de sua existência, porque se desenrolou um evento jamais visto nesta cidade, o qual será eternamente gravado na mente de seus filhos e inscrito nos anais da história desta paróquia. Camocim exultou porque recebeu uma graça excepcional ..."..

 

Também o Livro do Tombo da Paróquia do Santíssimo Sacramento deve ter registrado algo semelhante quando padre João completou seu jubileu de ouro e ainda mais agora com o seu jubileu de Brilhante. “A comunidade do Santíssimo Sacramento exulta de alegria porque recebeu uma graça excepcional – a presença constante do padre João que, a exemplo, do Bom Pastor, cuida com amor, carinho e profunda dedicação do seu rebanho. Jesus seja louvado por esta graça que todos recebemos”.

 

Início do apostolado

 

A partir de Janeiro de 1951 foi vigário cooperador da paróquia de Santo Antônio, em Chaval, Ceará, cidade vizinha a Camocim. E, de 1953 a 1957 foi seu Pároco.

 

A partir de 1957 foi o primeiro Pároco da, então, recém criada paróquia de Carnaubal, zona Norte do Ceará, onde realizou inúmeras obras (confiram algumas em www.osantissimo.org).

 

Um breve relato do padre João, registrado no livro "Carnaubal - crescimento, nascimento, faz-nos vislumbrar um pouco do seu trabalho naquela época: "Tudo era muito difícil naquela época. A locomoção até as capelas, a necessidade de fazer tudo do começo. Deixei os melhores anos de minha juventude em Carnaubal. Hoje me encontro doente pelos esforços empregados, mas sou feliz pelas muito boas lembranças e pelo apoio que recebi de grandes amigos"..

 

Em 1969, teve de sair de Carnaubal para cuidar de sua saúde, tendo ido à paróquia de São João Batista, em Porto Alegre-RS. Ali atuou como vigário paroquial até 1973, quando retornou a Carnaubal, onde permaneceu por apenas mais um ano.

 

Pe. João Batista em São Paulo

 

Em 1974 chegou a São Paulo, sendo recebido por D. Paulo Evaristo Arns e acolhido na Igreja do Santíssimo Sacramento pelo Pe. Luiz Ilc. Aqui permaneceu como padre auxiliar até 1987 quando foi nomeado Administrador Paroquial. Em 08/09/91, foi nomeado, pelo próprio Dom Paulo, Pároco do Santíssimo Sacramento, em substituição ao Pe. Luiz Ilc. Sua posse ocorreu em 05/10/91, em cerimônia presidida por Dom Antônio Gaspar.

 

Como Pároco, sua dedicação teve de ser ampliada. Além de trabalhar muito para manter vivo o trabalho que vinha realizando junto às diversas pastorais, passou a ter responsabilidade plena e única sobre a administração paroquial.

 

Em alguns momentos dessa caminhada pode contar com a presença amiga de alguns padres colaboradores. Lembramos com carinho do padre Edivaldo, que ainda nos presenteia com a sua presença semanal, e do padre Assis, depois designado pároco da comunidade Santa Rosa de Lima.

 

Foram momentos de grandes desafios para o Padre João. É certo que guarda muitas lembranças dessa época. E como sempre tinha feito até ali, realizou todo o trabalho com muito cuidado e zelo, até 2003, quando, a seu pedido, foi substituído na função de Pároco, passando à condição de Administrador Paroquial.

 

A renúncia do padre João ao comando pleno da paróquia foi mais uma lição de humildade que deixou a cada um de seus paroquianos. Seu pastoreio poderia ser continuado com a mesma dedicação e carinho, mesmo tendo de se submeter ao novo pároco que assumiria seu lugar. E assim, uma nova ajuda chegou à comunidade. Recebemos mais um presente: a vinda do padre Cido. Ele, como um bom filho, acolheu o padre Joãozinho como se fosse um amigo antigo, seu próprio pai. E assim, chegamos a esse Jubileu de Brilhante.

 

Padre João, não cessamos de pedir a Deus que, em sua infinita sabedoria e misericórdia, continue a lhe cobrir com Suas bênçãos e fortaleça os seus dons para que possa continuar nessa maravilhosa caminhada iniciada no Ano Santo de 1950.

Retornar

 
 

Paróquia do Santíssimo Sacramento
www.osantissimo.org | Todos os direitos reservados.
O conteúdo deste site é de propriedade e uso exclusivo da Paróquia do Santíssimo Sacramento, proibida sua reprodução ou utilização total ou parcial a qualquer título, sob as penas da lei.