LOCALIZAÇÃO

R. Tutóia, 1125 - Paraíso
04007-005 - São Paulo - SP
Tel.: (11) 3884-4644
Tel.: (11) 3884-4695

ATENDIMENTO

Segunda a Sexta:
das 7h30 às 19h30

Sábados:
das 8h30 às 13h30
das 14h30 às 18h00

Domingos e feriados:
das 8h30 às 13h
das 16h às 19h30

CORAÇÃO ILUMINADO
Somos escravos dos costumes do passado? Optamos pelas sombras quando poderíamos estar na luz?

Gosto de histórias...acabei de ler:

 

“Uma senhora possuía uma pequena casa no litoral da Irlanda, na virada do século passado.

Ela era rica, porém, econômica. Então, as pessoas ficaram surpresas quando ela decidiu estar entre os primeiros que teriam eletricidade em sua casa.”

 

Várias semanas após a instalação, um leitor de medição apareceu em sua porta. Ele perguntou se a eletricidade estava funcionando bem e ela respondeu que sim. “Estou intrigado”, disse ele, e gostaria que a senhora me explicasse uma coisa: seu medidor demonstra que a senhora quase não utiliza a eletricidade.

 

Certamente, respondeu ela. Todos os dias, quando o sol se põe, ligo minhas luzes no tempo suficiente para acender meus candelabros. Depois eu as desligo. Ela possuía acesso à eletricidade, mas não a utilizava. Sua casa poderia ser fartamente iluminada, mas ela preferia a luz das velas...

 

Será que também nós vivemos assim?  Somos escravos dos costumes do passado? Optamos pelas sombras quando poderíamos estar na luz?

 

Jesus fala assim: “Eu sou a luz do mundo. Quem me segue não caminha nas trevas, mas terá a luz da vida” (São João, 8-12).

 

O que aconteceria se deixássemos as luzes ligadas? O que aconteceria se não apenas ligássemos a luz, mas vivêssemos na luz? O esplendor de Jesus seria para nós a luz que não se apaga; teríamos a luz da vida.

 

Muitas vezes, pelo sofrimento, pela desilusão, desânimo, auto piedade, auto centralização, preferimos as sombras e desligamos a luz que é Jesus. Vem então a “murmuração” e outras tristezas. A falta de perdão afasta a luz de Cristo. Ficamos na sombra da amargura e nas trevas do desamor.

 

“A comunidade são janelas que abrimos para a luz” (São Bento). Incapazes de ligar nossas luzes interiores, recebemos o clarão que nos vem da Igreja pelos sacramentos. Então, a oração, a palavra de Deus, a Eucaristia me dão a coragem de olhar para Jesus e deixar que Ele venha me iluminar pelo Espírito Santo.

 

Espírito Santo, luz dos corações, vem em nosso socorro e nos ilumine para correspondermos ao convite de Jesus para levarmos a luz e para sermos iluminados.

 

“Ó luz do senhor que vem sobre a terra: inunda meu ser, permanece em nós!”.

 

Coração reconciliado é coração iluminado com a luz de Deus.

 

Obrigada Senhor.

 

Mirian Botelho

Retornar

 
 

Paróquia do Santíssimo Sacramento
www.osantissimo.org | Todos os direitos reservados.
O conteúdo deste site é de propriedade e uso exclusivo da Paróquia do Santíssimo Sacramento, proibida sua reprodução ou utilização total ou parcial a qualquer título, sob as penas da lei.